Tribunais de Justiça assinam acordo para recolocação de egressos no mercado de trabalho

TRE e TJ assinam termo de Cooperação Técnica para fomentar o Programa 'Começar de Novo', do CNJ.

TRE-PA assinatura de acordo do Programa Começar de Novo

 

"Eu trabalho com a digitalização de documentos e processos para transformar o acervo físico em acervo digital. Há mais de dois anos eu estou tendo a oportunidade de ter uma vida nova, aprendendo funções e me renovando a cada dia ", esta é a rotina de trabalho de Wagner de Andrade Silva, socioeducando do Sistema Penitenciário que atualmente trabalha no Tribunal de Justiça do Estado do Pará como digitalizador.

Na manhã desta segunda-feira (10), o Tribunal Regional Eleitoral do Pará assinou um Termo de Cooperação Técnica com o TJ para fazer parte desta rede do bem. Assim como Wagner, atualmente, mais 29 pessoas, entre homens e mulheres, fazem parte do Programa ‘Começar de Novo’, um projeto do Conselho Nacional de Justiça que tem como objetivo a reinserção de presos e egressos do sistema carcerário no mercado de trabalho.

 Estiveram presentes na cerimônia a Presidente do TRE, Desa. Célia Regina de Lima Pinheiro, o Presidente do TJ, Des. Ricardo Ferreira Nunes. Como testemunhas do Termo, o vice-presidente do TRE e Corregedor, Des. Roberto Moura e a Supervisora do Programa no TJ, Cláudia Alcântara, além de autoridades, servidores e os funcionários do TJ que fazem parte do Programa.

 “Nós acreditamos e por isso estamos aqui. Quero dizer a vocês que sozinhos nada somos. As parcerias nos dão condições, força e capacidade para executar um projeto tão nobre. Eu agradeço por esta oportunidade e o TRE estará sempre de portas abertas para este tipo de projeto”, destacou a Presidente do TRE, Desa. Célia Regina de Lima Pinheiro.

Ricardo Ferreira Nunes, Presidente do TJ, falou sobre a simplicidade em desenvolver um trabalho cidadão e, assim colaborar com a ressocialização. “Nessa simples assinatura de termo, a sociedade vai perceber a grandiosidade do Programa. Nós temos que ter cooperação, solidariedade e acima de tudo, uma visão de futuro, para os jovens, que por qualquer motivo, cometeram uma contravenção penal”, destacou. 

 

Programa ‘Começar de Novo’ no TRE

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará vai disponibilizar, inicialmente, sete vagas na área administrativa para o Programada ‘Começar de Novo’. Segundo o Secretário de Gestão de Pessoas, Rodrigo Valdez, a intenção é ampliar de acordo com o orçamento do Tribunal.

“Vamos oferecer vagas de trabalho através de bolsa ressocialização, além de disponibilizar vagas específicas para o Programa nas próximas licitações. Nosso objetivo é compartilhar esforços para capacitar os apenados para que eles consigam novas vagas no mercado de trabalho", destacou Rodrigo Valdez.

O “Começar de Novo” visa à sensibilização de órgãos públicos e da sociedade civil para que forneçam postos de trabalho e cursos de capacitação profissional para os egressos, com o intuito de promover a cidadania e consequentemente reduzir a reincidência de crimes.

A supervisora do Programa, Cláudia Alcântara, disse a atuação do projeto se baseia em  três eixos: a cidadania, a qualificação e do mercado de trabalho. “Para cumprir com o programa, ainda enfrentamos alguns problemas. O preconceito, o nível de escolaridade, onde muitos têm apenas o ensino fundamental e a falta de qualificação dificulta a colocação no mercado de trabalho”. 

Para Adão da Silva, que é digitalizador no TJ, a ampliação do Programa para o TRE é encarada como uma conquista. “Eu digo para os novos colegas que estão entrando no Programa que precisam confiar em si mesmo. Porque as pessoas que estão dando oportunidade para nós e não podemos decepcioná-los. Nós temos que dar exemplo para os outros, para a nossa família e mostrar para a sociedade que nós também somos cidadãos”.   

 

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes