Corregedoria do TRE segue com correições no interior do Pará

    

TRE-PA corregedora atuando em salinas

 

Na última semana a Vice-presidente e Corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, esteve nos municípios de Bragança, Salinópolis e Ourém para cumprir com a agenda de correição previamente programada para aqueles municípios.

Nos dias 9 e 10 de julho, a Desembargadora, juntamente com a equipe de correição, esteve reunida com os servidores do Cartório da 13ª Zona Eleitoral, em Bragança, que é responsável por realizar as eleições do município e também de Tracuateua.

Nos dias 11 e 12 de julho, a correição ordinária ocorreu na 64ª Zona Eleitoral, em Salinópolis, responsável também por São João de Pirabas. Foram realizadas atividades de análise de processos em tramitação e orientações quanto a alguns procedimentos administrativos.

“Nós estamos atentos a tudo que tramita nas zonas eleitorais. E, quando é necessário, adotamos as medidas de ofício para informar, investigar e dar a sociedade uma resposta sobre assuntos que sejam de interesse público. Esse é o papel da Corregedoria”, esclareceu a Desembargadora Luzia Nadja.

Nos dias 15 e 16 de julho foi a vez de visitar o Cartório da 41ª Zona Eleitoral, em Ourém. Esta ZE é responsável também pelas eleições dos municípios de Bonito e Santa Luzia do Pará.

A equipe da Corregedoria analisou todos os processos que estão em tramitação e realizou orientações direcionadas a cada caso. 

“Teremos eleições municipais no próximo ano e isso faz com que a Corregedoria, já com olhar em 2020, oriente, entre outras coisas, como deve ser o treinamento de mesários, a acessibilidade em relação a idosos e portadores de deficiência. Estamos dando as orientações necessárias para cada Cartório Eleitoral”, destacou a Corregedora.

Até o fim deste ano estão programadas correições ordinárias em quatro municípios, em média, por mês. O cronograma de correição é acompanhado pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual e Ordem dos Advogados do Brasil. Além disso, a sociedade também pode participar deste processo. Caso haja interesse ou desejo de comunicar algum fato é só acionar a Corregedoria através do Cartório Eleitoral dos municípios. 

Últimas notícias postadas

Recentes