São Caetano de Odivelas e Cachoeira do Arari encerram revisão biométrica com bons resultados

Servidores da justiça eleitoral intensificaram as atividades nos municípios para alcançar o maior número de eleitores.

TRE-PA convênios biometria

 

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará concluiu o período de revisão biométrica em mais dois municípios nesta última sexta-feira (10). São Caetano de Odivelas e Cachoeira do Arari tiveram resultados expressivos.Com um pouco mais de um mês de trabalho intenso, servidores da Justiça Eleitoral, juntamente com o apoio das prefeituras dos municípios e terceirizados, realizaram ações itinerantes em áreas rurais, fizeram mobilizações em estabelecimentos locais, divulgação em rádios e televisões regionais, tudo com o intuito de atingir o maior número de eleitores e garantir o direito do cidadão de acesso aos serviços da Justiça Eleitoral.

Em São Caetano de Odivelas, localizado no nordeste do estado, dos 14.783 eleitores aptos a votar, 11.633 eleitores fizeram a biometria, isso corresponde a quase 79% do eleitorado. “Mais uma fase vencida pelo nosso time. No início do mês passado chegamos aqui com o desafio de fazer 11.826 revisões. Chegamos ao final com 11.632. Foi na trave! Meus agradecimentos a todos que nos apoiaram em mais essa missão”, disse o Coordenador da biometria em São Caetano de Odivelas, Jeefson Menezes.

Já em Cachoeira do Arari, região do Marajó, dos 17.757 eleitores aptos a votar, 14.408 cidadãos fizeram o recadastramento biométrico, isso corresponde a 81% do eleitorado. “A equipe se dedicou totalmente, tanto o pessoal do cartório quanto os servidores cedidos e contratados pela prefeitura através de convênio. Enfrentamos as dificuldades da zona rural, fizemos amizade. Fizemos o melhor possível. Alcançamos a meta de 80% e foi muito gratificante”, destacou Ivila Cunha, Coordenadora de biometria em Cachoeira do Arari.

O recadastramento biométrico, além de garantir maior segurança na hora da votação, também é um sistema que revisa a quantidade de eleitores por município com maior precisão, eliminando, por exemplo, duplicidade de título eleitoral, pessoas falecidas, entre outros casos. Atualmente, o Pará já está com mais de 80% do eleitorado cadastrado no novo sistema biométrico e a expectativa é que até o final deste ano alcance 100%.

 

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes