TRE solicita apoio de Tropas Federais para 60 municípios

Na reunião entre os órgãos de segurança pública, trânsito e o TRE foram apresentadas as estratégias de trabalho para garantir um pleito sem ocorrências

TRE-PA reunião com órgão de segurança

Faltando um pouco mais de três semanas para o primeiro turno das Eleições 2018, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará convocou os representantes de todos os órgãos de segurança do estado, trânsito e mais o Exército Brasileiro para esclarecer as estratégias de trabalho que cada órgão vai aplicar durante o pleito.

Estavam presentes o Exército Brasileiro, as Polícias Federal, Civil, Militar, Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Semob e Detran.  Após a análise das necessidades de cada região do estado e o parecer de todos os órgãos de segurança, ficou definido que as Tropas Federais devem atuar em 60 municípios paraenses. O TRE do Pará já fez a solicitação ao Tribunal Superior Eleitoral que deve se pronunciar nos próximos dias.

“Esta reunião é necessária para sabermos de que forma cada instituição deve agir no dia da eleição. São ajustes que só são possíveis a partir de um compartilhamento de informações. E foi neste sentido que vimos a necessidade de pedir apoio das tropas federais para 60 municípios paraenses”, explicou Walber Remédios, Secretário Administrativo do TRE.

De acordo com o Comandante Militar do Norte, General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, as equipes do Exército já estão em fase de planejamento. “As tropas da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, de Marabá, vão atuar nos municípios do centro e do sul do Pará. Aqui na grande Belém e nas cidades circunvizinhas, vai atuar o grupamento da 8ª Região Militar, com os quarteis sediados em Belém. E na região do Marajó, nós vamos trazer tropas do 34º Batalhão de Selva, de Macapá, pela proximidade. E Macapá é um estado, relativamente, tranquilo e nos libera para atuar nos estados do Pará e Maranhão”, destacou. 

O Cel. André Cunha, Secretário Adjunto de Gestão Operacional da Segurança Pública do Estado, disse que a Polícia Militar está se preparando para o monitoramento em tempo real de todas as ocorrências do estado através de um Centro de Comando. E que o objetivo é garantir que os eleitores consigam exercer o direito de voto sem nenhum transtorno.

A Presidente do TRE, Desa. Célia Regina de Lima Pinheiro, destacou a importância do trabalho a ser desenvolvido por cada órgão de segurança. “Vejo a preocupação de todos aqui diante deste momento ímpar, uma eleição diferenciada pelo cenário político que estamos vivenciando. E ainda sabemos o quanto o nosso estado é peculiar geograficamente, dificultando algumas ações. Mas quero ressaltar que a equipe do TRE está à disposição para qualquer tipo de apoio que os órgãos de segurança precisarem para melhorar a atuação. Juntos cumprir com a missão de realizar uma eleição democrática e cidadã”, destacou.

 

Eleições no Pará

De acordo com dados do TRE, o Pará tem 5.499.283 eleitores aptos a votar. Nos 144 municípios existem 18.553 seções eleitorais, dessas 63 são indígenas, 1.334 ribeirinhas, 3.552 rurais e 5 prisionais.  

A votação será biométrica para 54 municípios, entre eles Belém pela primeira vez. No total, 3.492.532 eleitores devem realizar a assinatura digital através da impressão digital. Isso corresponde a 63,5% do eleitorado do Pará que já está cadastrado no novo sistema biométrico.

A biometria foi adotada pela Justiça Eleitoral para garantir maior segurança ao processo e impedir fraudes, uma vez que a impressão digital é única de cada indivíduo.

 

Últimas notícias postadas

Recentes