Tranquilidade e rapidez marcam segundo turno das eleições 2018

Mais de 4,2 milhões de eleitores paraenses compareceram ao 2º turno

TRE-PA coletiva fim de 2 turno

O segundo turno das eleições gerais de 2018 aconteceu de forma bem tranquila nos colégios eleitorais da capital e do interior. A equipe do Tribunal Regional Eleitoral do Pará iniciou pontualmente às 8h, de domingo, 28, as ações previstas no calendário eleitoral.

 

A primeira ação, consiste na geração da zerésima das urnas que foram sorteadas no sábado, 27, para serem auditadas na sede do tribunal. A auditoria foi acompanhada pela imprensa local, membros dos partidos políticos e representantes da Ordem dos advogados.

 

Se contrapondo ao primeiro turno, marcado por alguns incidentes ocasionados pelas grandes filas. O segundo turno da votação ocorreu de forma bem pacífica nos colégios eleitorais. Com o Feedback recebido dos cidadãos, o TRE traçou um novo planejamento para garantir a tranquilidade e celeridade do processo eleitoral.

 

“Nós recebemos algumas denúncias e também constamos transtornos ocorridos no primeiro turno. Com isso, optamos por readequar a nossa estratégia para ser executada neste pleito. E graças a Deus e ao esforço da nossa equipe, tudo ocorreu da melhor forma possível”, pontuou a Desembargadora e Presidente do TRE Célia Regina de Lima Pinheiro

 

No final da manhã, o Secretário de Tecnologia da Informação Felipe Brito, atendeu à imprensa e emitiu o primeiro boletim. “É normal que início da votação haja uma ou outra intercorrência com substituição de urna. No entanto, a votação segue. Até o final da manhã, nós tivemos 14 urnas substituídas, o que representa 0,08 por cento do nosso parque. O que a gente pode considerar um número irrelevante”, disse o secretário.

"Nós avaliamos este segundo turno como positivo, resultado do comprometimento dos servidores da justiça eleitoral e todos os colaboradores que trabalharam com empenho para que tudo desse certo", agradeceu a Presidente do TRE, Desa. Célia Regina.

 

 

Transtorno

 

Durante a realização do pleito, o TRE por meio da Juíza da 97ª ZE, Dr. Patrícia Fernandes, expediu um mandato de busca ao eleitor Paulo Roberto de Goes Pereira, por promover desordem e prejudicar os trabalhos eleitorais, na seção 455, localizada na Escola Manuel Leite Carneiro, no Tenoné.

 

O eleitor entrou na cabina de votação portando o seu celular. Na ocasião, filmou o voto além de tentar macular a integridade da urna eleitoral, dizendo   estar fraudada. O cidadão tentou insistentemente digitar o número do seu candidato à presidência na opção de governador. A presidente da mesa receptora de votos alertou-o do erro, no entanto, acabou sendo agredida pelo mesmo.

Resultados

 

No Pará, foram registradas 101 ocorrências com a necessidade de substituição de 52 urnas eletrônicas substituídas, em 30 municípios paraenses neste segundo turno.

 

A apuração começou logo após o término das eleições, às 17h, e o os três primeiros municípios a transmitirem os resultados foram Baião, Cachoeira do Ararí e Jacareacanga, sendo este último o município que concluiu com maior rapidez. E a capital, Belém, concluiu a apuração ás 18h25, considerado um recorde para apurações de segundo turno.

 

Às 18H50 minutos o sistema da Justiça Eleitoral apontou o novo governador do estado do Pará, matematicamente eleito. Helder Barbalho, do MDP, venceu com 2.068.319 votos (55,43%) contra 1.663.045 votos (44,57%) para Márcio Miranda, do DEM.

 

No total 4.217.054 eleitores compareceram às urnas. Desses, 81.232 pessoas votaram em branco (1,93%) e 404.458, votaram nulo (9,59%). Quanto às abstenções, 1.280.584 eleitores não compareceram para garantir o voto (23,29%).

 

Neste processo de envio de dados, o TRE registrou uma ocorrência de acidente de carro com a equipe que estava na localidade de Casa de Tábuas e seguia para o município de Santa Maria das Barreiras para transmitir os dados. Felizmente ninguém se feriu, a equipe seguiu viagem em outro veículo e conseguiu concluir a transmissão com sucesso. E outro contratempo aconteceu no município de Aveiro, que fica no Oeste do Pará. A empresa de logística contratada esqueceu de recolher as mídias em três locais de votação, atrasando o processo. Por isso a totalização terminou às 22h15.

Últimas notícias postadas

Recentes