Estudantes de Direito participam de votação paralela

Em uma manhã os estudantes puderam conhecer o processo de trabalho dos servidores do TRE e ainda colaboraram com a Votação Paralela

TRE-PA estudantes participam da votação paralela

Cerca de 60 alunos do 4° período de direito da Faculdade Cesupa visitaram o Tribunal Regional Eleitoral para conhecer o processo de trabalho dos servidores e ainda colaborar com a Votação Paralela.

A Escola Judiciária Eleitoral orientou os estudantes que aprenderam sobre o processo da votação paralela, procedimento de auditoria da votação e depois preencheram as cédulas de votação que serão utilizadas no domingo de eleição.

Adriano Lima, de 20 Anos, foi um dos alunos presentes na visita e contou um pouco dessa experiência: “Eu gostei bastante da visitação, eu realmente me espantei com a infraestrutura e o empenho dos servidores”.

De acordo com a Resolução nº 23.574/2018, publicada em junho pelo TSE, as Eleições de 2018 terá, por amostragem, duas auditorias no dia da votação. Uma em ambiente controlado, onde será feita a análise do funcionamento das urnas eletrônicas sob condições normais de uso, a chamada ‘Votação Paralela’. Já nas seções eleitorais, será realizada a verificação de autenticidade e integridade dos sistemas instalados nas urnas, a ‘Auditoria em Tempo Real’, novidade deste ano. Ambas as auditorias poderão ser acompanhadas por representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público.

No sábado que antecede o primeiro turno, será realizado um sorteio de 12 seções eleitorais no Estado do Pará, sendo as quatro primeiras sorteadas serão submetidas à Votação Paralela e as outras oito, à Auditoria em Tempo Real.

Gisele Barros, de 19 Anos, terá sua primeira experiência como eleitora este ano. “Achei muito interessante os assuntos abordados, sobre o processo das urnas eleitorais, como funciona o voto. Este será meu primeiro voto”.

Treinamento

A Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), esteve reunida na quinta-feira (27), na sala de oficinas da Escola Judiciária do Regional, para treinamento dos membros auxiliares designados pela Comissão para atuar nos trabalhos referentes à Votação Paralela. Foram abordados os procedimentos a serem adotados no dia 7 de outubro, dia do 1º turno. Na oportunidade, os membros conheceram e praticaram as rotinas e inovações da auditoria da votação eletrônica para as eleições de 2018.

Votação Paralela

A Votação Paralela é um evento realizado no mesmo dia das eleições, usando um sistema informatizado de captação e contabilização de votos, com o objetivo de demonstrar o funcionamento e a segurança das urnas eletrônicas. É um mecanismo de auditoria feito pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) em todo o país, com a participação de representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público, entre outras instituições.

Na prática, essa auditoria consiste em realizar uma votação paralelamente à votação oficial, a fim de comprovar que o voto digitado pelo eleitor na urna eletrônica é exatamente o mesmo que foi escrito em uma cédula de papel e em um terminal de apuração independente. Tudo é feito em um ambiente filmado e fiscalizado.

Os trabalhos de auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas por meio de votação paralela são públicos, podendo ser acompanhados por qualquer interessado.

Últimas notícias postadas

Recentes

Comunicado

Em razão do feriado de Corpus Christi, no próximo dia 20, sessão plenária será antecipada.