Estudantes de Direito participam de votação paralela

Em uma manhã os estudantes puderam conhecer o processo de trabalho dos servidores do TRE e ainda colaboraram com a Votação Paralela

TRE-PA estudantes participam da votação paralela

Cerca de 60 alunos do 4° período de direito da Faculdade Cesupa visitaram o Tribunal Regional Eleitoral para conhecer o processo de trabalho dos servidores e ainda colaborar com a Votação Paralela.

A Escola Judiciária Eleitoral orientou os estudantes que aprenderam sobre o processo da votação paralela, procedimento de auditoria da votação e depois preencheram as cédulas de votação que serão utilizadas no domingo de eleição.

Adriano Lima, de 20 Anos, foi um dos alunos presentes na visita e contou um pouco dessa experiência: “Eu gostei bastante da visitação, eu realmente me espantei com a infraestrutura e o empenho dos servidores”.

De acordo com a Resolução nº 23.574/2018, publicada em junho pelo TSE, as Eleições de 2018 terá, por amostragem, duas auditorias no dia da votação. Uma em ambiente controlado, onde será feita a análise do funcionamento das urnas eletrônicas sob condições normais de uso, a chamada ‘Votação Paralela’. Já nas seções eleitorais, será realizada a verificação de autenticidade e integridade dos sistemas instalados nas urnas, a ‘Auditoria em Tempo Real’, novidade deste ano. Ambas as auditorias poderão ser acompanhadas por representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público.

No sábado que antecede o primeiro turno, será realizado um sorteio de 12 seções eleitorais no Estado do Pará, sendo as quatro primeiras sorteadas serão submetidas à Votação Paralela e as outras oito, à Auditoria em Tempo Real.

Gisele Barros, de 19 Anos, terá sua primeira experiência como eleitora este ano. “Achei muito interessante os assuntos abordados, sobre o processo das urnas eleitorais, como funciona o voto. Este será meu primeiro voto”.

Treinamento

A Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), esteve reunida na quinta-feira (27), na sala de oficinas da Escola Judiciária do Regional, para treinamento dos membros auxiliares designados pela Comissão para atuar nos trabalhos referentes à Votação Paralela. Foram abordados os procedimentos a serem adotados no dia 7 de outubro, dia do 1º turno. Na oportunidade, os membros conheceram e praticaram as rotinas e inovações da auditoria da votação eletrônica para as eleições de 2018.

Votação Paralela

A Votação Paralela é um evento realizado no mesmo dia das eleições, usando um sistema informatizado de captação e contabilização de votos, com o objetivo de demonstrar o funcionamento e a segurança das urnas eletrônicas. É um mecanismo de auditoria feito pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) em todo o país, com a participação de representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público, entre outras instituições.

Na prática, essa auditoria consiste em realizar uma votação paralelamente à votação oficial, a fim de comprovar que o voto digitado pelo eleitor na urna eletrônica é exatamente o mesmo que foi escrito em uma cédula de papel e em um terminal de apuração independente. Tudo é feito em um ambiente filmado e fiscalizado.

Os trabalhos de auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas por meio de votação paralela são públicos, podendo ser acompanhados por qualquer interessado.

Últimas notícias postadas

Recentes