Eleitor paraense deve ficar atento ao prazo de regularização eleitoral

Em maio encerra o prazo para o eleitor regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral e participar das eleições de outubro.

Em maio encerra o prazo para o eleitor regularizar sua situação com a Justiça Eleitoral e participar das eleições de outubro.

 

As eleições municipais deste ano acontecem em outubro, e o eleitor que estiver em débito com a Justiça Eleitoral tem até o dia 6 de maio para se regularizar, garantindo assim, sua participação no pleito eleitoral que escolherá os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores dos 144 municípios que formam o Pará.  

Sabendo da importância deste momento em que o eleitor tem o poder de escolha em suas mãos -  por meio do voto -  o Tribunal Regional Eleitoral do Pará intensifica o atendimento em todos os seus postos, buscando garantir que todos os eleitores participem do pleito, utilizando os serviços dos Cartórios Eleitorais da melhor forma possível.

Caso o eleitor não saiba se possui ou não alguma pendência com a Justiça Eleitoral, basta procurar o cartório eleitoral mais próximo e verificar sua situação. Outra forma simples de verificação é baixando no seu celular o aplicativo e-título, nele o eleitor consegue ter acesso ao seu histórico por meio da ‘Certidão de Quitação,’ que determina se está quite com a Justiça Eleitoral. O app é gratuito e pode ser baixado em qualquer plataforma.

No Pará, durante a execução dos 10 anos da biometria, 580 mil eleitores tiveram o título cancelado por não realizar o processo de recadastramento biométrico. Já no que se refere ao não comparecimento nas urnas e que não justificaram sua ausência, o estado conta com 50 mil eleitores que tiveram seu título cancelado. No sul do Pará, os eleitores dos municípios de Marabá, Redenção, Cumaru e Piçarra, devem checar o quanto antes sua situação, já que, de acordo com Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE, esses são os municípios com maior percentual de cancelamento. Além desses municípios, os eleitores de Belém, Abaetetuba e Itaituba, devem ficar atentos e verificar sua situação.

O Secretário de Tecnologia da Informação do TRE, Felipe Brito, ressalta a importância do eleitor procurar um posto de atendimento o mais rápido possível. “Nosso intuito é atender esses eleitores o quanto antes, evitando filas e os transtornos causados pela procura nos últimos dias de atendimentos, o que sempre causa desconforto e filas. Estamos com nossa estrutura reforçada, com maior espaço de atendimento, para garantir que tudo seja feito da melhor forma possível.”

O TRE ressalta ainda que, em Belém, os eleitores devem se dirigir até a Central de Atendimento ao Eleitor (CAE), localizada na Travessa Pirajá S/N, entre as avenidas Marquês de Herval e Visconde de Inhaúma, e solucionar suas pendências. A CAE reúne todos os Cartórios Eleitorais da capital, onde os eleitores podem solucionar suas pendências, além de requerer a expedição e transferência de títulos.

Acessibilidade

Importante destacar que os eleitores que possuem necessidade de utilização de locais de votação especiais, em razão de limitações de mobilidade, também devem procurar os Cartórios Eleitorais dentro até 6 de maio, informando sua situação e solicitando a transferência de seu local de votação para uma sala adequada.

Últimas notícias postadas

Recentes