TRE do Pará tem nova composição com posse do magistrado Edmar Pereira como membro efetivo da corte Eleitoral

Realizada na manhã do dia 10, a sessão solene contou com a presença de autoridades e familiares do novo membro efetivo do TRE.

foto dr edmar

 

A primeira Sessão Solene do ano de 2020 do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, realizada na última terça-feira, 10 de março, foi marcada pela cerimônia de posse do novo membro efetivo da Corte Eleitoral, juiz Edmar Silva Pereira.

A sessão foi presidida pelo presidente do TRE, desembargador Roberto Gonçalves de Moura e contou com a participação da desembargadora e vice-presidente do TRE-Pará, Luzia Nadja Guimarães, dos juízes membros da corte eleitoral, autoridades, advogados e familiares presentes no plenário.

O juiz Alexandre Buchacra foi responsável em fazer a saudação ao novo membro efetivo e destacou a vida do juiz Edmar Pereira. “Recebi com satisfação a missão de  saudar o novo membro titular da Corte, o doutor Edmar Silva Pereira, que ocupa a vaga do doutor Amílcar Roberto Bezerra. Recebemos com prazer o magistrado, o qual já prestou relevantes serviços a esta justiça especializada como juiz eleitoral de Santana do Araguaia, Redenção, Baião, Curuçá e Santa Izabel”, pontua.

O juiz Alexandre contou um pouco da história de vida do novo juiz efetivo da Corte, que veio ainda muito jovem do Estado do Maranhão, cursou Direito e concluiu no ano de 1986. “Doutor Edmar Pereira advogou, foi Defensor Público, Juiz do TJE, magistrado em Redenção, Cametá e Santa Izabel e hoje é juiz titular da Primeira vara do Tribunal do Júri e diretor do Fórum Criminal. Presidiu 700 sessões do Tribunal do Júri no interior e comarcas da capital”, descreve.

 Ele destacou ainda que o magistrado Edmar Pereira foi juiz eleitoral da capital, na 29ª Zona Eleitoral; Diretor do Fórum da Justiça Eleitoral; foi juiz membro da Comissão de Fiscalização e Propaganda do TRE Pará nas eleições gerais de 2010, participou do processo de votação em tempo real nas eleições gerais de 2018”.

Reconhecimento – O promotor de Justiça, Marco Aurélio do Nascimento parabenizou a indicação do juiz efetivo. “É uma alegria participar deste momento do doutor Edmar, em que eu já conheço de longa data, do Tribunal do Júri e sei da contribuição que ele vem dando para a sociedade paraense”, enfatiza.

A desembargadora Luzia Nadja Guimarães acolheu o novo juiz e afirmou que ambos compartilham sonhos, pensamentos e realizações no Tribunal de Justiça do Estado. “Desejo que ele seja muito feliz no Tribunal Regional Eleitoral, no serviço que promove a democracia neste país”.

Para os familiares, a esposa Avany Pereira, esposa e a filha Daniele Pereira a cerimônia de posse foi um momento de orgulho. “Este momento representa uma satisfação ver o reconhecimento do trabalho dele, um orgulho para nós todos da família, pois sabemos da força, determinação e capacidade técnica”, destacou Avany. “Ele é uma referência para nós filhos e estamos felizes e orgulhosos neste momento”, finaliza Daniele.  

Para o novo juiz titular da Corte Eleitoral, Edmar Pereira, este momento marca um trabalho realizado pelo magistrado ao longo de 27 anos de atividades como juiz. “Eu, ao longo do meu trabalho, já participei de sete pleitos eleitorais, tanto gerais, como municipais; já presidi alguns feitos em comarcas e zonas eleitorais no interior do Estado” 

O magistrado destacou a importância da segurança nas eleições com a implementação da urna eletrônica que já trabalhou nestes últimos 20 anos. “A urna eletrônica é algo que veio para ficar, que tem o reconhecimento tanto nacional como internacional, tanto que no pleito do ano passado, a Organização dos Estados Americanos (OEA), acompanhou todo o pleito e nada verificou de anormalidade”, destaca.

Últimas notícias postadas

Recentes