Teste Público de Segurança convoca interessados em testar os sistemas da urna eletrônica

Realizado pelo TSE desde 2009, o evento tem por objetivo contribuir para a segurança das eleições brasileiras.

Teste Público de Segurança convoca interessados em testar os sistemas da urna eletrônica

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) irá realizar a sexta edição do Teste Público de Segurança (TPS). O edital foi lançado no dia 26 de agosto e a pré-inscrição segue até 29 de setembro.

Os testes serão realizados de 22 a 26 de novembro de 2021 na sede do TSE, em Brasília/DF.

Brasileiros e brasileiras com mais de 18 anos, que entendam de tecnologia e sem pendências com a Justiça Eleitoral são convidados (as) pelo TSE a testar os sistemas eleitorais.

Caso encontrem alguma vulnerabilidade, os ajustes serão feitos antes das eleições.

Realizado desde o ano de 2009, sempre antes das eleições, o teste tem por objetivo contribuir para a segurança das eleições brasileiras e melhoria do sistema das urnas eletrônicas.

"A importância do TPS reside no fato de que, além de aproximar a sociedade e a comunidade técnico-científica da urna eletrônica, já foram conseguidas várias melhorias nos sistemas e mecanismos de segurança das urnas a partir dos testes", afirma o coordenador de Logística das Eleições do TRE Pará, Dilson Mesquita.

.: Confira aqui os resultados alcançados com o TPS.

Os sistemas eleitorais que serão objeto do TPS 2021 são os utilizados para a geração de mídias, votação, apuração, transmissão e recebimento de arquivos, lacrados em cerimônia pública, incluindo o hardware da urna eletrônica, seus softwares embarcados e os sistemas de apoio aos processos de auditoria sobre software da urna.

A novidade desta edição é que os participantes terão duas semanas para analisar os códigos-fonte da urna, de 11 a 22 de outubro. Nas edições anteriores, era apenas uma semana.

.: Confira o edital e calendário completo.

Fases do TPS

De acordo com as informações divulgadas pelo TSE, o Teste Público de Segurança tem três fases: a de preparação, a de realização e a de avaliação.

A fase de preparação consiste em pré-inscrição, inscrição, plano de teste, apresentação dos sistemas e dos códigos-fonte. Já a etapa de realização, prevista para o período de 22 a 26 de novembro, é quando os planos de teste são colocados em prática.

Na fase de avaliação, a comissão avaliadora elabora o relatório do evento com os respectivos resultados.

Depois dessas três etapas iniciais, o TPS confirma os avanços e a solução de eventuais fragilidades identificadas. Os investigadores voltam ao TSE para testar novamente os sistemas, bem como para verificar se as propostas de aperfeiçoamento foram efetivamente implementadas. É o chamado Teste de Confirmação.

:: Para mais detalhes, acesse o site oficial do TPS 2021.

:: Confira a playlist com os vídeos explicativos sobre o TPS preparados pela Justiça Eleitoral.

Rodrigo Silva, com informações do TSE.

Últimas notícias postadas

Recentes