Novos servidores do TRE Pará são empossados pelo desembargador Roberto Moura

Ao todo, seis servidores integram agora oficialmente o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Pará

Ao todo, seis servidores integram agora oficialmente o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do ...

 

Lucas Santos de Macedo, 31 anos, nasceu na zona rural da cidade de Nova Ibiá, interior da Bahia, e durante 10 anos trabalhou em um posto de gasolina, porém nunca deixou os estudos de lado. Hoje, Lucas e mais cinco pessoas foram empossadas como servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Pará aprovados no último concurso público, realizado em fevereiro de 2020. 

“Para mim está sendo a realização de um sonho. Eu sempre sonhei com este momento, batalhei, foram vários anos de estudo, preparação. E sempre tive certeza que o estudo é a única saída para melhorar de vida”, comemora o novo servidor.

Ele conta que a vida na zona rural sempre foi muito difícil. “Eu não tinha condições financeiras de estudar, vir para o centro. Fui frentista. Hoje estou muito feliz indo trabalhar no cartório eleitoral de Uruará. Ainda não estou acreditando, estudar e pensar neste momento da posse, da nomeação, mas quando acontece a gente fica anestesiado, sem acreditar”, afirma Lucas de Macedo.

Lucas Villanova é outro servidor concursado. Ele veio do Estado de Alagoas e diz que desde 2015 tenta uma vaga na Justiça Eleitoral. “Fiz vários concursos federais, mas a partir do momento que comecei a estudar direito eleitoral foi paixão à primeira vista. Venho tentando uma vaga há muito tempo. Fiz para o TRE do Maranhão, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro, para acertar em cheio aqui no Estado do Pará. Vou ficar na Zona Eleitoral de Óbidos”, relata.

Ele conta que ao receber a notícia da nomeação, nos 45 minutos do segundo tempo, sentiu uma alegria imensa. “Foi um presente de Natal maravilhoso que Deus me deu para mim e para os meus amigos. Ninguém esperava, foi uma correria para fazer exame e hoje a ficha caiu de fato. Estou com boas expectativas sobre o cargo, já pesquisei sobre a cidade, que é muito bonita e exala cultura. Inclusive que tem uma cidade em Portugal que faz referência à cidade de Óbidos. Fora isso, eu vim viver isso aqui realmente, cheguei de mente e coração abertos para abraçar a todos e a cidade”, finaliza.

Memórias – A cerimônia de posse dos novos servidores foi realizada no Gabinete da Presidência do TRE Pará com as presenças do Presidente do Regional, desembargador Roberto Moura; da vice-presidente e Corregedora do TRE Pará, Luzia Nadja Guimarães; do Diretor-geral, Osmar Frota, dos secretários de Tecnologia da Informação, Felipe Brito, e de Gestão de Pessoas, Rodrigo Valdez.

Para dar as boas-vindas aos novos servidores, o Diretor-geral do TRE, Osmar Frota, lembrou que há 15 anos também vinha da sua cidade Rio de Janeiro tomar posse do cargo de analista judiciário. “Eu vim de fora como todos os servidores, como os seis servidores que foram empossados, e o Pará me acolheu muito bem. Passei sete anos trabalhando em Zona Eleitoral do Estado, depois fiz o concurso interno de remoção no Tribunal e cheguei na secretaria. Sou muito feliz no meu cargo. O Pará me acolheu muito bem, as pessoas são muita calorosas, afetivas, visto a camisa e tenho muito orgulho de ser servidor do TRE do Pará”, diz Osmar Frota.

Em relação aos novos servidores, Frota comemora. “Estamos precisando de mão de obra, força de trabalho. Os novos servidores vêm para isso, para ocupar novos espaços. É um dia muito feliz para a administração e também para os novos servidores que tomaram posse hoje”.

A vice-presidente do TRE Pará e Corregedora Eleitoral, Luzia Nadja Guimarães, destaca que todos os servidores da Justiça Eleitoral devem garantir a democracia no país. “Aprendemos muito com todos aqui que integram este Tribunal. São servidores dedicados, comprometidos e os senhores constatarão isso e assim serão também. Por meio do nosso trabalho, desenvolvido aqui no Tribunal, precisamos dizer à sociedade que ela tem, através dos nossos serviços, uma democracia cada vez fortalecida que é garantida, entre outras coisas, pelo nosso trabalho”.

O Presidente do TRE Pará, desembargador Roberto Moura, afirma que é uma honra realizar um concurso público no Regional que começou na gestão da desembargadora Célia Regina. “No momento em que o Brasil todo estava impossibilitado de realizar concurso nós fomos o único Regional a fazê-lo. É uma honra realizar o certame em um momento como este que estamos passando. O presidente destacou o significado do nome ‘servidor público’ como aquele que serve o público. “Não podemos esquecer do cidadão que sempre deve ser recebido de forma mais cortês possível”, finaliza.

Durante esta semana será realizado o treinamento para ambientação dos novos servidores, durante o qual eles irão conhecer o Tribunal Regional Eleitoral do Pará, sua estrutura, seus sistemas e suas secretarias. A partir da próxima semana, eles se apresentarão ao Chefe de Cartório e ao Juiz Eleitoral das Zonas Eleitorais.

 

 

 

 

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes